Lorem ipsum proin gravida nibh vel velit auctor aliquetenean idelit sollicitudin, lorem quis bibendum auci elit consequat ipsutis sem.
1-677-124-44227

info@yourbusiness.com

184 Main Collins Street | West victoria 8007

Follow us On Instagram

Lorem ipsum proin gravida nibh vel velit auctor alique tenean sollicitudin, lorem quis.
Topo

Blog

O que é e como solucionar a Rejeição 590?

Emitir Notas Fiscais é um processo muito importante para as empresas. Esse documento é uma confirmação de que o estabelecimento paga os tributos corretamente, além de ser essencial para manter a confiança dos fornecedores e clientes. A NF-e (Nota Fiscal eletrônica) é um documento de cunho fiscal obrigatório que regulariza e registra o processo de compra ou transferência de qualquer tipo de produto ou bem.

A emissão de uma Nota Fiscal Eletrônica é um processo longo e detalhado. Nesse documento constam informações importantes, como razão social, endereço, CNPJ, inscrição estadual, entre outros. Esse documento comprova a garantia da mercadoria, informando o seu tipo, série, modelo, marca e valor. Por isso, devido a esse longo processo e riqueza de informações que devem ser fornecidas, muitas vezes, podem acontecer falhas na emissão da nota fiscal eletrônica.

Rejeição 590

A Rejeição 590 é uma falha comum ao emitir uma NF-e ou NFC-e (Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica). Acontece devido a verificação da situação tributária do ICMS de acordo com o regime tributário da empresa. O código do regime tributário informa se a empresa é optante pelo Simples Nacional ou do Regime Normal.

Para as empresas optantes pelo Simples Nacional é usado um código de três dígitos, em que o campo de situação tributária do ICMS, também chamado de CSOSN (Código de Situação da Operação no Simples Nacional). Já as empresas do Regime Normal, em geral, possuem um código de dois dígitos.

A causa do erro é, justamente, o uso de um código restrito às empresas do Regime Normal, na emissão de uma NF-e ou NFC-e, para uma empresa optante pelo Simples Nacional.

Para solucionar essa falha deve-se fazer a verificação dos dados informados na nota fiscal. Caso a empresa seja optante pelo Simples Nacional precisa ser informado o código CSOSN para o ICMS ao invés do CST.

Emissão de nota fiscal

Emitir esse documento fiscal é essencial para manter a empresa em dia e regularizada. Ele oferece mais segurança e melhor controle fiscal. Como benefícios que a NF-e pode trazer para o contribuinte podem ser citados: a diminuição de custos com impressão e envio, aumento no espaço de armazenagem de documentos, simplificação e redução de custo dos processos, otimização do tempo, aumento da segurança e sigilo de dados, incentivo de novas tecnologias, entre outros.

Por ser um documento fiscal tão importante, é essencial a verificação de todos os dados informados pela empresa e pelo cliente no momento da emissão da Nota Fiscal Eletrônica. Isso pode evitar falhas e reduzir o tempo de emissão do documento.

O Otimizou oferece o serviço de emissão de notas fiscais eletrônicas de forma rápida e gratuita. Esse é um sistema completo e interativo, que possibilita agilidade e assertividade na emissão das Notas Fiscais. Clique aqui e saiba mais.

Compartilhar